9 Comentários


  1. Assisti, bom o programa. Tem potencial para melhorar, ainda estão meio travados, mas acredito vai ficar muito bom.

    Mas já que é um blog de opinião jurídica, aí vai uma pergunta… quando vi pensei se eles não podem ter problemas por “depredação de patrimônio público” com essa história de “pegar” coisas e, pior, serrar coisas?

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

  2. Oi, Suzana!

    Não perca o próximo então, hem!

    ……….

    Olá, Cristian! Obrigado pela visita.

    Boa pergunta. De fato, o apresentador do programa pegou uma cadeira pertencente ao patrimônio público e ainda cerrou uma das pernas dessa cadeira. A primeira coisa que pensamos é que houve pelo menos algum tipo de infração aí, como o furto por exemplo. Mas, o mais interessante é que o apresentador do quadro – o Rafinha Bastos – estava falando com um responsável pelo telefone e disse que ia levar uma garantia do lugar, até que a ligação fosse retornada em determinado prazo. Como a ligação não foi retornada, o Rafinha ficou com a “garantia” para ele.

    O “Proteste Já!” dessa segunda-feira mostrou algo muito comum no dia-a-dia das pessoas: ir a órgão públicos, e dificilmente conseguir falar com alguém que possa, ao menos, esclarecer dúvidas, e, além disso, não obter a atenção adequada quando se fala algo. E isso porque ele estava de terno e gravata, microfone e com sua equipe ali filmando.

    É claro que não vamos dizer que está certo levar uma cadeira que faça parte do patrimônio público e ainda ter uma de suas pernas quebradas. Mas o contexto em que isso aconteceu não deixa de ser interessante, não é?

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

  3. Bom dia.
    Primeiramente meus parabéns pelo excelente blog.
    Venho através deste, pedir-lhe autorização para colocar um link de seu blog em meu site http://clovistelles.blogspot.com/ na seção de “Sites Parceiros”.
    Apesar de meu blog não estar no nível do seu, a intenção é de continuar sempre crescendo, e um dia chegar lá.
    Ao visitar o meu blog, e achando interessante e conveniente, por favor, coloque um link do meu site em seu blog, para que eu possa crescer mais, divulgando e discutindo idéias com os seus leitores.
    Mais uma vez meus cumprimentos. Obrigado Clóvis Telles.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

  4. Foi bem interessante. Assisti pelo youtube o “sequestro” da planta na primeira edição, e achei muito boa a idéia.

    Só achei que cruzaram um limite perigoso ao não apenas “sequestrar”, mas também danificar o objeto. Acho que a restituição de uma cadeira nova, do ponto de vista “ético”, pode resolve o problema nesse aspecto.

    Mas do ponto de vista estritamente legal, pelo visto, minha preocupação não é infundada, correto?

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

  5. Olá, Clóvis. Obrigado pela visita e pelo elogio.

    Parabéns pela iniciativa de fazer um blog. Sucesso!

    ……….

    Olá, Cristian.

    A sua preocupação não é infundada. Vivemos em uma sociedade e vivemos sob um ordenamento jurídico. Mas a sacada do quadro do CQC é justamente o que seu título expressa: protesto. Sobre o assunto, então, seria possível ficar dias e dias debatendo.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

  6. Eu já tinha visto um pedaço do CQC argentino durante uma viagem, por isso fiquei muito feliz quando soube que seria lançada a versão brasileira. Não me decepcionei com as duas primeiras edições do CQC. A segunda já foi melhor que a primeira; os caras parecem estar se soltando aos poucos. Pra quem não viu, é só procurar no Youtube. Os caras pensam rápido e não fazem apelação. Sucesso pra eles.

    Do ponto de vista jurídico, é evidente que realmente eles furtaram e danificaram um patrimônio público, mas tudo dentro de um contexto de defesa dos hipossuficientes. Eu, se fosse juiz, aplicaria o princípio da insignificância e a ponderação de valores para absolvê-los.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  7. Mari Angela Cavalcanti

    Excelente!!! Humor com Inteligência e Veracidade dos fatos… Coitados dos programas como Pânico e Casseta… O público brasileiro precisa se acostumar com programas inteligentes qeu façam perguntas que todos gostariam. Acho a idéia do Rafa Bastos de levar “algo” como garantia simplesmente fantástica, pois lembrem-se é patrimônio público, é patrimônio nosso, que nos devem respostas e soluções, feito sem violência, apenas questionando o que queremos para o povo. Ontem o programa destacou a falta de transposte escolar…foi tão bom, que o “problema” já foi resolvido…E assim que deve ser…Sinto que temos a oportunidade de nos defender através de um programa de televisão. Parabéns pela iniciativa!!! Estamos finalmente vendo TV aberta…

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *