EaD Sunday (#eadsunday) (14 fev 2010)

11
💡

“O que rola em #eadsunday é uma manifestação clara de como é a educação no Sec XXI – interação, conversa, construções”. Volney Faustini (@volneyf – ver a mensagem aqui)

Um grupo multidisciplinar debate aos domingos no Twitter sobre Educação a Distância (EaD), utilizando para isso a hashtag #eadsunday. No Twitter, uma hashtag é uma forma de categorizar as mensagens, para que fique mais fácil de acompanhar as discussões sobre determinado assunto. Percebi ontem mesmo a existência do #eadsunday, cuja origem é explicada por João Mattar, em seu blog. Fui muito bem recebido pelos participantes e passei a participar dos debates também.

Procurarei, neste post, destacar alguns pontos do debate deste último domingo (fazer um relatório completo em tempo hábil pode ser um tanto difícil, considerando que as discussões começaram de manhã e, quase chegando segunda-feira, o debate ainda continua! – acompanhe pela hashtag #eadsunday).

  1. Os debates do dia começaram com um questionamento feito por Volney Faustini (@volneyf): “Uma provocação: Internet segura (com dia e site) – cadê os educadores? Quem chamou os promotores e legisladores p a infância?” E completa mais tarde: “Acho que o Internet Segura propóe algo novo: pedagogia do não – um atalho para o desenvolvimento, a ética e a vida”;
  2. Proibição do acesso à tecnologia em instituições também foi tema discutido. Fernando Pimentel (@educacaoonline), por exemplo, disse que “No caso das tec e mídias… mts acreditam q servem para entretenimento e então vivem proibindo uso de celular, de netbook, de mp3”. Desta e de outras falas podemos extrair que conhecimento, entretenimento e lixo estão misturados nos meios eletrônicos, e parece que muitas instituições acham mais fácil bloquear o acesso, quando poderiam ajudar os usuários a entender e usar as tecnologias com responsabilidade, e com grandes vantagens, no que tange a educação, acesso ao conhecimento etc.;
  3. Sugeriram o termo “McEaD” (salvo engano, foi aqui que apareceu primeiro, pela @mtonus) para fazer referência a uma “mcdonaldização” da Educação a Distância. Mais tarde pedi um conceito sobre isso, para mencionar aqui, e então Jaqueline Flores (@jaqueflowers) me ajudou, dizendo “McEAD: os famosos combos oferecidos por algumas instituições, prometendo mundos e fundos”. Mais cedo, João Mattar (@joaomattar) havia escrito “McEducação: lucro, disneyficação da educação (tudo igual, mickeys voando), poucos grandes provedores de conteúdo”;
  4. Falou-se em edutaiment;
  5. Carlos Santos (@csantos) perguntou: “O que vocês acham da utilização de Creative Commons para os conteúdos criados em contexto educativo?”.

Bom, acho que eu falei mais ou menos sobre de um terço a metade dos temas abordados ontem no #eadsunday. Como já passa da meia-noite e não conviria demorar muito para publicar este post, o faço assim mesmo, não muito completo, mas sendo possível notar o quanto #eadsunday é algo realmente fenomenal. Eu nunca havia presenciado algo assim antes. Talvez os moldes sim, mas… para dizer a verdade… hoje eu vi os moldes serem quebrados, com discussões robustas e sustentadas, persistindo horas e horas num domingo de carnaval! É uma satisfação ver tanta gente atenta e estudiosa, com espírito colaborativo, construtivo e engajado com a tecnologia.

Pretendo em um próximo post focalizar no tópico 5, acima.

Obrigado a todos os “follows” de hoje! Foram bastantes e por pessoas muito interessantes!

Mais algumas falas dos participantes do #eadsunday de ontem

– “Gostava que as educadoras tivessem mais visibilidade na educação o papel delas é injustamente minimizado” (escrito por @retorta);

– “que o pensar fosse visto de forma integral: lógica, emoção, cuidado, atenção, presença, tomada de consciência” (escrito por @JoanaRSSousa);

– “É necessário começar a evidenciar as vantagens da utilização de novas tecnologias em educação em cases com prof e alunos reais!” (escrito por @ementa);

– “Importante: diferenças entre a avaliação dos participantes de um curso de EAD e a avaliação de eles sobre a qualidade do curso” (escrito por @cbalari);

– “O processo de letramento do surdo, quando mediado pelas linguagens tecnológicas, torna-se atraente pois privilegia o visual” (escrito por @monicaamoroso).

Alguns links mencionados no #eadsunday deste domingo:

– Edital do Processo Seletivo – Pós-Graduação Lato Sensu (modalidade a distância)- Ifes (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo) (ver aqui);
Virtual Worlds – Best Practices in Education (www.vwbpe.org);
Encontro Educação em Rede – Educomunicação, EaD e Inclusão Digital – UFPE (dias 24, 25 e 26 de março de 2010 – ver aqui);
Os Nativos Digitais e as Transformações Sociais (palestra na FAAP, por Volney Faustini – 23 de fevereiro de 2010 – ver aqui);
The Cluetrain Manifesto;
Projecto MiudosSegurosNa.Net (com mais de dois mil fãs no Facebook);
– “MEC veta 10 mil vagas em vestibular de curso a distância” (notícia na Folha Online);
The Mixxer – Language Exchange Community for Everyone;
– “A Utilização das Rubricas em Cursos de Educação a Distância: uma Proposta de Avaliação Autêntica” (por Suelen Fernanda Machado e Eziquiel Menta);
– “Guide to Measuring Information and Communication Technologies (ICT) in Education” (da UNESCO);
– “Formação por Internet para Instituições Públicas” (apresentação de slides por Cristina Balari Uranga).

11 COMMENTS

  1. Parabéns pela postagem.
    Soubeste resumir em pooucas e belas palavras a discussão do #eadsunday de ontem.
    Minha estreia foi ontem, e venho dizer que minha presença já está confirmada para o próximo domingo.
    Novas formas de trocar experiência, trocar conhecimento, informações.
    Novos termos, novas discussões! Tudo isso deixou a discussão muito rica! E porque não viciante?

    Ontem aprendi o que são mashups…
    tudo isso porque o @joaomattar usou o termo mashupar…fui invetigar o que era e acabei descobrindo que já mashupava, inclusive em meu blog….

    Abraços.

  2. Cara, você me surpreendeu! E superou as expectativas.

    Exelente a sua síntese e com isso condensar o papo-fórum-aprendizado. É por isso que creio que podemos mudar para melhor a educação – quiçá nosso país e o mundo.

    É a maravilha da web 2.0 para o novo amanhã! Valiosa sua contribuição, Gustavo! Domingo que vem tem mais.

  3. Muito bom, Gustavo! O #eadsunday vem crescendo a cada semana. Fiquei impressionada com a quantidade de followers em pleno domingo de carnaval. Como diz a letra “Um ìndio” de Caetano Veloso:

    “E aquilo que nesse momento se revelará aos povos
    Surpreenderá a todos, não por ser exótico
    Mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto
    Quando terá sido o óbvio”

    Acredito que a EAD se resume nessa música!

    Abraços,
    Fernanda (@fernandapagani)

  4. Excelente trabalho. Afinal o twitter consegue ser uma boa ferramenta de comunicação síncrona…

    Sugiro ainda a referência a um pontos que me parece significativo:

    Estes debates, tendo começado no Brasil, estenderam-se a Portugal, sendo uma clara manifestação do vigor e do poder da lusofonia no planeta.

  5. Opa,

    Como eu suspeitava, o twitter é uma péssima plataforma para discussões. Fica tudo confuso/disperso.

    E mesmo seguindo as hashtags não se pode reproduzir fielmente as conversações.

    Nada como mais de 140 caracteres para dar alguma organização na coisa.

  6. A proposta na verdade é ser um papo-forum-aprendizado, e para isso o twitter é o pontapé inicial. Há desdobramentos? Sem dúvida. Eis esta postagem – bem feita por sinal.

    Mas se não houvesse a velocidade e o parametro 140 – talvez a coisa teria ficado pesada e chata, e nem começado. A realidade é que domingo a domingo a coisa está andando e crescendo.

    Creio não haver superioridade de plataformas, mas adequação e mix. Um pouco do que na verdade é a internet, ainda mais sendo 2.0

    É do Hernani Dimantas (do comunix) a analogia com o Parangolé. Cada vez mais percebo que ele tem razão!

  7. Olá, pessoal!

    Obrigado por virem aqui no blog e lerem o post. Evidentemente, frente à intensidade e extensão da discussão no #eadsunday de 14 de fevereiro de 2010, este post que escrevi pode ser considerado um panorama ou uma parte do que foi debatido. Devo ter deixado de mencionar algum tópico ou link (como alguns já apontaram nos comentários) e certamente houve muito mais participantes ótimos além dos que mencionei no post.

  8. Parabéns.
    Acompanhamos o #eadsunday quase todos os domingos e o cumprimentamos pela capacidade de síntese e participação.

    Gentil Gonçales Filho
    @pgentil

Comments are closed.