Fog Ribeirão-Pretana (Fatos Ribeirão-Pretanos #4)

GD Star Rating
loading...

Acesse a lista completa de publicações da coluna “Fatos Ribeirão-Pretanos”: http://gustavodandrea.com/2014/09/25/fatos-ribeirao-pretanos-lista-de-posts
———-
O único tema possível (e olhe lá!) para essa semana é o calor. Não se trata de um mero clima quente, daqueles que fazem as pessoas ficarem mais desprendidas, alegres e soltas. O calor que Ribeirão Preto enfrenta nos últimos dias é um calor daqueles de roteiro de cinema, para aqueles filmes que falam de um futuro duro, inviável e cruel. O calor tem que ser o tema desta edição da minha coluna, porque é ele que está tomando conta do meu dia, dos meus pensamentos e das minhas visitas ao pronto-socorro.

ribeirao-sol

A noite Ribeirão-Pretana é quente e cheira a fumaça. Oxigênio por aqui? Talvez em algum cilindro medicinal por aí. Não na atmosfera. Pelo menos, a sensação é esta. E temos a nada charmosa “fog” Ribeirão-Pretana, uma camada de pó e fumaça que deixa o céu marrom e a visibilidade turva.

Nos poucos momentos de lucidez, que o umidificador de ar permite de vez em quando, lembro-me de que não estamos num filme de apocalipse. Embora a água esteja ameaçada, as matas estejam pegando fogo e a cidade se aquece a ponto de explodir, é cedo demais para darmos tudo como perdido. A terra não está esterilizada por contaminação nuclear, que eu saiba!

O problema é que ser habitante e consciente não parece fazer muita diferença. Está na cara que a cidade está em situação extrema de abandono em todos os sentidos, e hoje é a vez do abandono ecológico. As medidas relativas ao meio ambiente, onde estão? Se ninguém parou para pensar na construção de lagos artificiais na cidade por ser uma ideia que demanda um pouco mais de pesquisa, nada justifica que a cidade tenha cada vez menos árvores, pois aí já é uma questão de omissão. Quase tudo o que lemos nos jornais sobre Ribeirão Preto se refere a vazamentos de água potável fazendo aniversário, e asfalto, asfalto e mais asfalto.

Bem que eu queria estar em Miami. Se bem que andam assaltando brasileiros por lá, então não me parece boa ideia. E tem outra coisa… Preciso votar no final do mês e disso não quero abrir mão. Pelo menos é um momento em que posso ser ouvido na minha humilde opinião, ainda que seja na forma de uma gota do meio do oceano. Considerando o clima de Ribeirão, uma gota já é um grande alívio!

Hoje a coluna vai ficar um pouquinho mais curta, porque a coisa está tão complicada que tenho a impressão de que até os caracteres deste texto estão contribuindo para deixar o ambiente ainda mais quente, abafado e sufocante. Enquanto isso, vou ficar de olho na pressão, checar o estoque de Rehidrat e abrir mão do sagrado cafezinho de meio de tarde.

Se der ânimo, acho que uma dança da chuva vai bem também.

GD Star Rating
loading...
Fog Ribeirão-Pretana (Fatos Ribeirão-Pretanos #4), 9.7 out of 10 based on 3 ratings

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *