LawRD: gerencimento de informação para advogados, desmitificando a complexidade

2
💡

Nota: este post foi originalmente publicado em 4 de março de 2009, no endereço http://forensepedia.org/dandrea/2009/03/04/lawrd-gerencimento-de-informacao-para-advogados-desmitificando-a-complexidade. Foi republicado no presente endereço em 26 de março de 2009. Este post específico está licenciado sob Creative Commons Atribuição-Compartilhamento pela mesma licença 2.5.

………………..

brazpereira_thumblogo_lawrdO termo informação nos diz muito. Mas a expressão informação organizada, nos diz muito mais. E todo escritório de advocacia realmente sério e competente deve possuir alguma forma de organizar os dados da rotina de trabalho de seus associados, combinando informação, organização e uma boa dose de gestão profissional, tranformando dramaticamente uma portinha em uma verdadeira firma de advocacia.

João Braz Pereira (foto), da portuguesa muchBeta explicou-me detalhadamente como ele e sua equipe estão contribuindo para a organização da informação corporativa dos escritórios de advocacia do mundo todo, através do desenvolvimente e lançamento do sistema LawRD, um software de geração e gerenciamento de relatórios sobre trabalho jurídico em equipe e sobre relacionamento com clientes, totalmente acessível pelo navegador e independente de instalação no computador.

Surgimento inesperado

Existem aqueles que não gostam de surpresas. Mas temos que admitir que ótimas ideias que surgem inesperadamente são empolgantes. E é ainda melhor quando se trata de uma surpresa que surge no meio de uma equipe competente e preparada, com alta capacidade de planejamento.

Braz Pereira trabalhava com a sua equipe na busca de investidores para o projeto muchBeta, cujo objetivo principal é o de oferecer plataformas web-based (ou seja, totalmente acessíveis pelo navegador, através de uma conexão de internet) para gerenciamento de informação. Nesse esforço, surgiram bons negócios direcionados especificamente à área da prática advocatícia, e os resultados se mostraram fantásticos. Em um dos escritórios, dentre os quais foi aplicado o sistema, apenas 30 dias foram necessários para que mais de 30 advogados estivessem integrados ao sistema, utilizando suas funcionalidades e, o que é mais interessante, sem necessidade de treinamento específico.

Observando a satisfação dos clientes, o LawRD começou a ser pensado como plataforma a ser difundida globalmente. Como nos diz Braz Pereira:

Um dos sócios afirma que os advogados eram fãs do sistema e que a sua utilização representou um acréscimo de produtividade de aproximadamente 40% (veiculado essencialmente pela flexibilidade do modelo SaaS ao permitir acesso à informação e ao sistema a partir de qualquer ligação à internet, que diminuía a probabilidade de perder actos jurídicos facturáveis, e as perdas de tempo designadamente quando os advogados estão em trabalho fora do escritório).

E novamente nós nos maravilhamos com o inesperado.

Filosofia: desmitificar a complexidade

Como disse Suzana Cohen, a classe dos advogados é conectada por essência, mas possui uma certa dificuldade de abraçar as tecnologias que afinal sejam úteis ao seu trabalho e sucesso. Ela fez uma pequena pesquisa em meados de 2008, compondo um quadro contrastante entre as máquinas de escrever e papéis de 20 anos atrás e os computadores e a web 2.0 hoje. Clamou para que os advogados despertassem para a tecnologia, para o próprio bem deles.

Foto: "Simplicidade", Delcio G. P. Filho, Flickr, licença CC-BY
Foto: "Simplicidade", Delcio G. P. Filho, Flickr, licença CC-BY

Boa notícia para a Suzana e para todos nós é que a filosofia básica do LawRD poderia se identificar com a desmitificação da complexidade tecnológica. Ao usar o sistema, notamos desde logo a sua funcionalidade intuitiva, tornando-se até mesmo divertido incluir contatos, chamar colaboradores e distribuir tarefas. E tudo isso é confirmado pelas 4 utilidades imediatas do sistema, segundo Braz Pereira:

– Flexibilidade e facilidade de utilização;
– Controle do tempo dedicado pelos membros da equipe a cada cliente e processo;
– Controle de contas correntes e cobranças;
– Geração de reports de controle de gestão de fácil leitura e interpretação.

E Braz Pereira complementa: “Quisemos fazer o LawRD descomplicado, focado no essencial e com um preço competitivo. No fundo, como diz um dos nossos clientes: ‘se o LawRD poupar meia hora por mês a cada advogado, já está a dar lucro’.”

Futuro Open Source

Braz Pereira também demonstra alta integração às tendências colaborativas globais, não apenas pelo caráter colaborativo interno do sistema, mas também por expectativas de, no futuro, transformar ao menos parte de seu projeto em open source (código aberto), favorecendo a participação de desenvolvedores na melhoria e adapatação das funcionalidades do LawRD, conforme as necessidades de cada equipe de advogados.

O advogado e gestor de escritórios de advocacia Gustavo Rocha (Gestão.Adv.br) disse-me que é de suma importância analisar as características, perfis e obejtivos de cada escritório antes de dizer que sistemas tecnológicos deverão ser aplicados, no trabalho de gestão. Essa necessidade existe porque praticamente qualquer softaware possui tanto pontos positivos quanto pontos negativos, no que se refere à eficácia para o sucesso da equipe.

Se combinarmos as necessidades específicas, a qualidade fascinante do desenvolvimento do LawRD e a abertura de código para desenvolvimento colaborativo global, teremos um dos mais poderosos sistemas de gerenciamento de informação advocatícia, e ainda surgido em um país de língua portuguesa.

É assim que, mesmo continuando a ser um serviço pago, o LawRD tenderá a se abrir para a colaboração em termos de desenvolvimento voltado às necessidades mais específicas de cada escritório, tomando como base a preocupação inicial de ser apresentado um produto com funcionalidades de interesse comum a todos os profissionais da advocacia.

Investindo em mobilidade, valorizando o tempo

Recapitulando: o LawRD é um sistema de gerenciamento de informação para equipes de advogados, e é um serviçoweb-based, ou seja, é acessível por meio do navegador, através de uma conexão de internet, utilizando login e senha. Basicamente, isto significa que o usuário do sistema pode acessá-lo a partir de qualquer computador que

esteja conectado à internet, seja dentro de seu escritório, em sua casa, ou em qualquer outro lugar.

Com um sistema como o LawRD surgindo no mercado, é de se começar a pensar muito mais em mobilidade. Traduzindo: investir na compra de um laptop leve e na assinatura de uma conexão de internet móvel banda larga. O resultado imediato disto seria, para os advogados, estar conectado em qualquer lugar, especialmente nas audiências e nos balcões dos cartórios.

E o resultado indireto seria o mais importante: economizar tempo. Lançar anotações, faturamentos, ideias e andamentos processuais diretamente na plataforma que será usada para a consulta e análise posterior desses dados, economiza um tempo enorme que seria desperdiçado para tranferir as informações do papel, ou de umlatop desconectado, para a plataforma de gerenciamento de informação.

Se alguém gasta 3 horas por semana para re-organizar informações anotadas, economizaria 12 horas por mês, utilizando um laptop conectado e uma plataforma como a LawRD. Tendo a hora advocatícia, segundo tabela atual da OAB/SP, o valor de aproximadamente 150 Reais… seriam 21.600 Reais por 144 horas (um ano de economia de tempo). Vale a pena investir em tecnologia para economizar tempo.

Acessando o trial

Mesmo que o LawRD seja uma ferramenta dependente de assinatura paga, é certo que você e eu podemos nos cadastrar para um teste gratuito de 30 dias, com acesso às funcionalidades do sistema. A plataforma é muito confortável, intuitiva, fácil de usar.

Para testar, acesse: www.lawrd.com/site.

Equipe de desenvolvimento do LawRD

Abaixo, os nomes por trás do LawRD, com respectivos links para seus perfis no LinkedIn. Incluirei as qualificações do jeito que Braz Pereira as informou, lembrando que a estrutura da equipe se dá como um time de futebol, com respectivas posições, na formação 4x2x3!

Defesa – desenvolvimento:

Nuno Santos: CTO de luxo, vértice da equipa técnica e programação, responsável pela especificação estrutural e criação da framework mB e serviços/produtos ao nível do desenvolvimento. (Zend & PHP evangelist 🙂

Jorge Oliveira: é o nosso CISO, responsável por todos os procedimentos de alojamento e segurança, especialista em Amazon Web Services: S3, EC2, SQS, EBS.

Nelson Teixeira: o CDO, engenheiro responsável por construir e gerir toda a estrutura de dados; programador hard-core!

Fernando Martins: COO, gestor de projecto responsável pela implementação dos produtos como serviços intelígiveis e de fácil navegação. É o Sr. Detalhes 🙂

Meio campo – Linha Criativa:

Luís Vaz: Creative Director, é o criativo por excelência, é responsável por toda a comunicação gráfica da mB!

Dionisio Souto Abreu: o Artista, é o nosso Copy, o tipo que diz coisas do tipo:” muchBeta – immaterial yet essential!”

Linha de Ataque:

João Braz Pereira: CCO ou responsável pelos canais comerciais, comunicador, “win-win evangelist”.

Daniel Nunes: o nosso CFO, o tipo dos “Exceis” infindáveis, das contas e das fórmulas. Normalmente, “não autoriza” 🙂

João Lopes Martins: CEO, capitão de equipa :), líder, visionário, comercial e aprendiz de gestor de RH

Leitura Complementar

– Saas – Software as a Service, no Info & LEI
– Entendimento do CNJ sobre a Utilização de Laptops em Audiências e Sessões de Julgamento, no Advocacia e Tecnologia
 

Abstract

LawRD: information management for lawyers, demystifying complexity. Organized information is more important than just information. The web-based software LawRD created in Portugal helps lawyer teams and law firms to organize and analyze information about daily tasks and clients, and allows collaborative work among colleagues.

2 Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here