1 Comentário

  1. Max Paskin Neto

    Doutor Gustavo,

    Obrigado por tua resenha que achei seria, exata, precisa, cuidadosa e profunda. Realmente o tópico do discurso odioso é assunto dos mais polêmicos e há amplo espaço para discussões e debates intelectuais enriquecidos acerca do tema.
    De fato, a potencialidade de dano social fruto do exercício do discurso odioso reside em estar dirigido a um receptor acrítico, influenciável em razão de uma fraca formação intelectual e que irá crer, sem questionar, naquilo que se escuta. Você pondera bem acerca dessa preocupação ao indagar: “será que a sociedade está pronta para isso?”
    Na minha opinião, a melhor proteção contra o discurso odioso não é em sua negação mas no investimento maciço em educação e na formação de pessoas esclarecidas; bem como na criação de mecanismos de regulação mínima que você bem destacou em tua resenha.
    Já o perigo em censurar qualquer tipo de discurso, seja da natureza que for, já dizia De Tocqueville em Democracia na América, está em ter que confiar no bom senso e arbítrio da pessoa do censor. Ele, assim como eu, encaramos o discurso odioso não com entusiasmo mas, como um mal necessário na busca de um objetivo mais importante, que é uma sociedade tolerante, onde as pessoas possam sustentar o seu espaço de individualidade sem medo de represálias.
    O que me esforço para advogar ao longo do livro é um deslocamento da qualificação do que seja um discurso odioso para fora das mãos do estado e para o domínio dos parâmetros internos de cada um de nós. Sem consequências punitivas estatais/com consequências sociais. Assim o faço na busca da desestatização das nossas vidas privadas (valorizando a liberdade individual), sem prejuízo de um grau de responsabilidade.

    Por fim, te digo que passarei a acompanhar e recomendar o teu blog para obter novas dicas de leitura através da ótica de um crítico evidentemente criterioso. Um forte abraço do autor.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *