Meninas do fogo

0
💡

Que reportagem! Intitulada “Renascendo das cinzas”, de autoria de Kenneth Miller, saiu na revista Seleções deste mês de novembro de 2006. O subtítulo da reportagem diz tudo: “Enquanto combatem incêndios na Califórnia, jovens delinqüentes estão testando seus limites – e semeando novas esperanças”.

Nada como ler a reportagem na íntegra, mas, resumindo, trata da Brigada 6, que fica em Camarillo, Califórnia, Estado Unidos. Foi fundada em 1990 e é integrada por mulheres entre 18 e 23 anos, quase todas já tendo cometido algum crime, como diz a reportagem. E, no lugar onde ficam alojadas, têm aulas e fazem terapia. Na reportagem, há muitas outras informações.

O que achei mais interessante foi presença da redescoberta de si. Acho que, às vezes, o vazio eventualmente sentido por um adolescente que comete infrações já é um fardo. Então, neste caso, o papel das entidades responsáveis é direcionar este adolescente para a vida plena. Ao lado disso – como a reportagem também me inspirou a pensar – deve ser dada relevância ao próprio esforço do adolescente.

Recomendo a leitura desta reportagem. Entretanto, não encontrei uma versão online da reportagem.

SHARE
Previous articleProclamação da República
Next articleAmanhã, eleições na OAB/SP
Gustavo D'Andrea é advogado especializado em Direito Digital, mestre em Ciências (Psicologia) pela FFCLRP-USP e doutor em Ciências (Enfermagem Psiquiátrica) pela EERP-USP. Mantém o blog Forense Contemporâneo desde 2005 e criou a Forensepédia.