O ideal e o real

0
💡

Não sei se é influência do momento, com as eleições tão próximas, mas estou pensando com mais vigor na velha questão da disparidade entre o ideal e a realidade.

O que é realidade? Acho que ninguém pode responder em definitivo esta pergunta. Mas existem tantas reflexões sobre o dever ser, que muitas vezes, quando as analisamos, atingimos pensamentos tão logicamente ordenados que nos fazem achar que o mundo deveria necessariamente ser o mundo ideal que almejamos em nossas próprias reflexões individuais.

Aí, então, nos deparamos com absurdos cotidianos que nos fazem perguntar por que o mundo não pode ser o mundo ideal. O mundo ideal não é o mesmo para todos, mas há tantas coisas em comum entre os seres humanos que é possível pensar em um mundo para todos.

Num dia acordamos, maravilhados com descobertas como a do cupulate. E em outro dia, vemos revoltas violentas por causa de palavras mal compreendidas. No seguinte, vemos grandes avanços na tecnologia. E no outro, vemos corrupção. Vemos produções artísticas das mais diversas. E no outro, ainda, vemos injustiça e desigualdade social. Vemos tudo isso e muito mais, misturado pelo mundo. É uma questão a ser refletida.

SHARE
Previous articleEleições 2006
Next articleAbout the Tasty Research blog
Gustavo D'Andrea é advogado especializado em Direito Digital, mestre em Ciências (Psicologia) pela FFCLRP-USP e doutor em Ciências (Enfermagem Psiquiátrica) pela EERP-USP. Mantém o blog Forense Contemporâneo desde 2005 e criou a Forensepédia.