O que o Projeto 701 representa para mim?

3
💡

O Projeto 701, que eu chamo de O Maior Desafio da Blogosfera Jurídica Brasileira incentivou, no mês de março de 2009, a criação de pelo menos 18 novos blogs jurídicos no Brasil. Faltam ainda cinco meses para conseguirmos a marca dos 701 novos blogs jurídicos no Brasil. Perguntam-me se o objetivo será mesmo cumprido e, algumas vezes, sinto que talvez não esteja claro para todos o porquê deste projeto.

Para explicar melhor por que o Projeto 701 é bom e necessário, remeto a uma leitura que fiz de uma matéria na revista Seleções do Reader’s Digest (não me lembro da edição, pois não a tenho mais em mãos), que sintetizou a impressão que tenho do que seja uma atuação eficaz na internet e que me deu uma empolgação extra para tentar reproduzir entre os jurista brasileiros um hábito de comunicação on-line que eu somente conseguia ver em outras áreas.

A matéria da Seleções falava sobre como um rapaz impediu o suicídio de uma amiga virtual, através de um grande fórum de discussão do qual ele participava. Ele trabalhava com computadores e se atualizava constantemente pelo fórum. Paralelamente, fez amizade com uma moça que morava numa cidade distante. Tudo se passou na China. Ao saber que a moça pretendia tirar a própria vida, o rapaz movimentou o fórum de discussões, até que foi encontrado o lugar onde a moça pretendia cometer o suicídio. A tragédia foi evitada.

É certo que esta história é comovente. Exceto por seu tema principal – a vida salva da moça suicida -, o que mais se destaca é o contexto virtual que possibilitou evitar a tragédia: uma enorme comunidade de internautas conectados a todo momento e incessantemente trocando informações e notícias de utilidade prática tanto na vida não-virtual (como prova a própria história).

Depois de ler essa história mais de uma vez, cresceu muito em mim a visão ideal de uma presença em massa da comunidade jurídica na internet. Considerando que os jurista costumam usar o computador quase o tempo todo, e provavelmente ficam conectados também durante grande parte do seu dias, pareceu-me muito interessante que uns descobrissem que os outros estão presentes on-line. A comunicação se ampliaria e se expandiria, e a vida profissional se tornaria bem melhor. A comunidade jurídica na internet está em crescimento, com a ajuda de fóruns, redes sociais, wikis e blogs jurídicos. O Projeto 701 se refere a esses últimos: os blogs jurídicos.

Talvez alguém questione ou desconfie dos meus motivos em incentivar a criação de 701 blogs jurídicos. O que eu ganharia com isso? Será que estou fazendo isso com motivos realmente altruísticos?

Bem, a verdade é que eu realmente ganharei algumas coisas em razão do Projeto 701. Entre elas, estariam, por exemplo, links direcionados para a Forensepédia (que é onde estamos listando os blogs participantes do projeto), o que consequentemente representa mais audiência; a associação do meu nome ao projeto, o que inclusive já rendeu uma matéria de jornal e alguns contatos interessantes; a multiplicação de fontes de consulta, que eu posso referir em meu blog e, dessa forma, também conseguir audiência por reflexo; talvez até mesmo entrar para o Guinness Book, como, sinceramente, já me foi sugerido há alguns dias.

O fato de eu ter vantagens com o projeto não significa que eu seja o único a ter vantagens. Cada novo blog jurídico que surge tem o potencial de chegar ao conhecimento de um número ilimitado de pessoas, que serão beneficiadas com mais informações jurídicas. Dentro do projeto, esse potencial se torna mais concreto, já que os novos blogs são listados, e os novos blogueiros se sentem mais próximos uns dos outros. Acrescente-se a isso a experiência dos blogueiros mais antigos que estiverem apoiando o projeto.

Em outras palavras, o que estou incentivando é não apenas a criação de 701 blogs jurídicos em seis meses, mas também a coragem por parte dos juristas de publicar suas opiniões e de estar presentes em um ambiente que os fará crescer profissionalmente e enquanto grupo, inclusive em termos de influência sobre os rumos da vida jurídica do País.

Em resumo, estou sugerindo que os juristas brasileiros apareçam e conversem. Criar um blog jurídico é um bom começo.

3 Comentários

  1. Caro Dr. Gustavo.

    Os benefícios serão sempre recíprocos, mas sem dúvida nenhuma quem mais lucra com isso é a sociedade brasileira. Acredito piamente que a disseminação do Direito em forma de conhecimento básico à população é a única maneira de se aprimorar a Justiça Social e dar a cada um o que é seu.

    “Acredito na Justiça, ela advém da consciência de que somos todos iguais” e essa consciência se acende com o Projeto 701 Blogs Jurídicos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here