Sobre Gustavo D'Andrea

Gustavo D'Andrea é advogado, mestre em Ciências (Psicologia) pela FFCLRP-USP e doutorando em Ciências (Enfermagem Psiquiátrica) pela EERP-USP. Mantém o blog Forense Contemporâneo desde 2005 e criou a Forensepédia.

16 Comentários

  1. Reginaldo Mazzetto Moron

    Só eu sei dizer isto, pois advogo para parentes a dez anos. Não posso dizer que todos deram trabalhos, mas na maioria isto ocorreu. O caso assemelha muito com as sogras,a maioria as detesta, mais a minha é a melhor do mundo!

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  2. Lucimar

    Infelizmente é verdade. Advogar para parentes significa trabalhar muito, de graça, não ter reconhecimento e ainda, em muitos casos, ouvir críticas a sua maneira de trabalhar e ouvir que o Dr. Fulano cobra muito caro para fazer este “servicinho”. Triste, mas é a realidade. Portanto, parentes são enviados aos colegas.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  3. ALDA MARIA ADAM DA CUNHA MELLO

    EU ACABEI DE COMETER ESSE ERRO E ESTOU MORTALMENTE ARREOENDIDA, ALEM DE TRABALHAR VC TEM QUE DAR INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO E SEU TRÂMITE, DIUTURNAMENTE, ALEM DA CARGA EMOCIONAL ENVOLVIDA, MESMO ENVIANDO-OS AOS COLEGAS, VC CORRE O RISCO DE PERDER TAL COLEGA, PARENTE TEM QUE PROCURAR SEU PRÓPRIO ADVOGADO, CREEEEDDOOOOOOO!!!! NUNCA MAIS, VALEU A LIÇÃO.
    P.S.:ESSA REGRA VALE TB PARA AMIGOS.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  4. ROSANGELA PRADO

    bOA NOITE, OU MELHOR BOA MADRUGA;

    GOSTARIA DE UMA AJUDA

    ME FORMEI EM DIREITO, PASSEI NO EXAME DA ORDEM/PIUI. MAS TENHO QUE CONFESSAR: NÃO TENHO AMIGOS; DURANTE A FACULDADE, PROCURAVA ME RELACIONAR COM TODOS; ALGUNS ATE CONSEGUI,MASFOI SOMENTE POR INTERESSE DELES. QUANDO TERMINOU O CURSO,JÁ NAS SOLENDADES NINGUEM SE APROXIMOU MAIS DE MI. sOMENTE UMA PESSOA E OUTRA PARA PEDIR LIVROS EMPRESTADOS, EMPRESTEI E NUNCA MAIS ME DEVOLVERAM. eSTOU RELATAMDO TUDO ISSO PARA DIZER QUE QUERO ADVOGAR, MAS NÃO TENHO COM QUEM. JÁ BATI ALGUMAS PORTAS MAS NÃO CONSEGUI. QUERO ENTÃO ADVOGAR MESMO SOZINHA,MAS NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR, COMO CONSEGUIR CLIENTES; TENHO RECEIO,MAS AO MESMO TEMPO, CORAGEM, POIS SEI QUE NO COMEÇO É DIFICIL MESMO.GOSTARIA DE UMA AJUDA, UMA DICA, POR ONDE COMEÇAR. AGRADEÇO MITO A COLABORAÇÃO.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
    1. Angelo

      olá rosangela,
      estou passando por uma situação semelhante a sua.
      Advogar sozinho é dificil demais e ser contratado é mais ainda.
      Algumas coisas que percebi:
      – nunca pare de estudar;
      – escolha uma área específica, ser do tipo faz tudo, só vai esquentar a sua cabeça, pois ninguém sabe tudo
      – faça parcerias com advogados de áreas diferentes da sua. (eles te indicam clientes pra vc e vice-versa)
      – registre-se como dativo na sua OAB

      Espero ter te ajudado. boa sorte

      GD Star Rating
      loading...
      Responder
  5. Fabio Silva

    Incrível.
    Vivo falando pra minha esposa que não aguento mais essa situação, não é mais possível se reunir com a família.
    Sou de uma cidade pequena e advogo para quase toda minha familia (processos relacionados a consumidor, guarda, cobrança, dpvat, criminal, guarda, multas transito, entre outras), antes nos encontravamos e conversávamos sobre diferentes assuntos, combinávamos programas com a família. Hoje, quando me veem, a primeira palavra não é um “oi” ou “bom dia”, mas sim “Como vai o meu processo” (chego a ficar com “frio na barriga” só de escrever essa frase).
    Nem saio mais de casa, vou de casa para escritório/forum e volto, a situação está horrível, não compareço mais a encontros com os parentes, festas, tá muito difícil.
    Um abraço a todos. Fabio

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  6. Carlos Augusto Tostes de Macedo

    Essa regra é muito boa para quem a criou e para quem quer seguí-la. Criar regras para si e para os outros é muito fácil…
    Quem ama o Direito e a Justiça não se esquiva, sob qualquer pretexto, de atuar em favor do infortunado.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

  7. Acredito que se o advogado(a) é honesto e competente e não faz da sua profissão um motivo para achar que é mais do que os outros membros da família. De qualquer maneira, todo advogado, sendo o cliente parente ou não, tem a obrigação de esclarecer sobre o andamento do processo e acredito que este é o maior dos problemas pois muitos advogados acham que o cliente tem que adivinhar o andamento do processo ou pegar o processo e ler. Conheço um advogado que advoga para a família e é muito querido pois é de fácil trato, tem humildade e não é o ‘bom’ do pedaço; no entanto conheço uma advogada que fez a irmã perder um emprego pois disse que entraria com o processo e talvez tenha esquecido!

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

    1. Corrigindo a primeira frase: “Acredito que se o advogado(a) é honesto e competente e não faz da sua profissão um motivo para achar que é mais do que os outros membros da família não há problema nenhum”.

      GD Star Rating
      loading...
      Responder
  8. Fernando

    Imagine o contrário! Você precisa de um advogado de confiança, confia em um familiar e o procura em seu escritório no horário de trabalho. Recebe um não com resposta. Isto é ser família? O que é família para os advogados? Que cobrem por seu trabalho normalmente mas reflitam se o desgaste na relação será maior ou menor depois do não. Aconteceu comigo, simplismente quebrou o encantamento da relação familiar que existia! Hoje sou advogado, e, tenho o maior prazer em advogar para meus familiares e esclarecê-los bem…

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  9. Eduardo

    O problema não é deixar de cobrar (desapego que o advogado – diferentemente do que fantasia o público em geral – tem em relação a diversos casos em que atua por questão de justiça e sem receber), MAS o quão caro o gesto de bondade familiar pode lhe custar.
    O advogado não cobrará do familiar por uma questão moral, MAS o familiar procurará o advogado ‘da família’ nem sempre por confiar nele, MAS sim por ter em mente que não desembolsará nada, afinal…
    E o pior é a coação moral dos pais… Você sabe que não deve sucumbir, mas isso te causa um grande mal estar.
    Você não cobrará nada, MAS tenha certeza de que terá de trabalhar (e será cobrado pelo familiar) como se estivesse sendo remunerado a peso de ouro. E se o familiar não tiver o direito alegado, aí é que são elas…
    Além disso, em algumas famílias pode existir outros sentimentos menos nobres, de modo que somente apresentarão os casos “quase perdidos” para que o familiar prove “ser bom mesmo”!
    Estou advogado para um familiar, e posso dizer que nunca mais faço isso.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  10. Heloisa

    “Parentes não deveriam pedir conselhos jurídicos durante as refeições”
    Amei!
    E concordo plenamente com o post.
    Obrigada pelas sábias palavras.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder
  11. Cassiano

    Desculpe me intrometer, não sou advogado, na verdade trabalho com TI. Sou programador e trabalho com manutenção de computadores a 15 anos.

    Posso dizer que essa regra vale pra qualquer prestador de serviços. Hoje não sofro mais com isso, mas em uma passado não tão distante, era um inferno, pois na minha inocência, fazia pequenos e médios serviços para amigos e parentes e preços baixo e muitas vezes nem cobrava.

    Meu problema não era nem tanto o dinheiro e sim a encheção de saco, pois você não tem dia nem hora, e meio que assina um contrato vendendo sua alma.

    E como foi dito, reuniões de família, não importa o que você esteja fazendo, você tem que parar tudo para resolver aquele travamento ou instalar um aplicativo tal no celular.

    Por isso adotei uma postura rígida, parei de ficar fazendo favores, e trato parentes como um cliente normal, tem que respeitar meus dias e horários de disponibilidade, e em reuniões de família esqueço que sou TI.

    E se for infantil o suficiente para não me compreender que se dane.

    GD Star Rating
    loading...
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>