Vídeos: Cosplayers interpretam sentença sobre proibição de jogos

0
2
GD Star Rating
loading...

Já faz vários meses que fiquei sabendo que um grupo de cosplayers (ou costume players, que são fãs que se reúnem vestindo as roupas de seus personagens preferidos) dramatizaram uma das tão comentadas sentenças judiciais sobre a proibição dos jogos Counter-Strike e Everquest. Escrevi alguns posts sobre o assunto aqui no blog (ver aqui o terceiro post sobre o assunto, que contém links para os dois anteriores).

Foi uma forma interessante e inusitada de criticar uma decisão judicial. Abaixo, estão os vídeos da dramatização e respectivos links no YouTube.

Parte 1
[youtube=http://youtube.com/watch?v=lbM53UlRIGY]
Endereço do vídeo acima: http://youtube.com/watch?v=lbM53UlRIGY

Parte 2
[youtube=http://youtube.com/watch?v=btt225djM6g]
Endereço do vídeo acima: http://youtube.com/watch?v=btt225djM6g

As discussões sobre jogos violentos não se viu plenamente resolvida, especialmente por dois motivos: a) sempre são lançados novos títulos de jogos contendo violência e cada caso acaba precisando ser analisado individualmente; e b) geralmente os jogos eletrônicos são feitos no exterior e é comum que se difundam muito entre fãs. Quer dizer, o jogador brasileiro antenado e conectado ao mundo virtual dificilmente se conformará em ver milhões de pessoas de vários países jogando os jogos que gostaria de jogar também. E mesmo acatando as decisões judiciais sobre alguns jogos violentos, sempre haverá outros tão ou mais violentos para jogar.

A limitação de idade para jogar é uma medida interessante e já é adotada no Brasil, como se pode ver nas capas de jogos como o Counter-Strike, na época em que estava nas prateleiras. Embora com variações em termos de intensidade nos debates, ainda é possível considerar o assunto como sendo polêmico.

GD Star Rating
loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here