Voltando ao normal

0
💡
Mais uma semana começa, e agora não estamos mais de olho na Copa de 2006. Algumas pessoas devem estar pensando que “agora voltamos ao normal”. Tem até uma charge do artista Angeli, na edição de hoje da Folha de São Paulo, que mostra várias pessoas envoltas em bandeiras do Brasil, caindo no chão (vindo quem sabe de onde) entre tambores e cornetas, e há o comentário entre dois homens de terno carregando pastas: “Pronto! Agora todo mundo de volta à realidade!”.

Não entendo a Copa do Mundo como uma viagem ao irreal, ao anormal. Mas temos que admitir que há um certo exagero, um sentimento de obrigação em vencer, uma sensação de “ou tudo ou nada”.

Há tantos desafios a serem enfrentados no Brasil. Aqui, ano de Copa do Mundo coincide com ano de eleições presidenciais. E o desafio de governar este País é muito mais importante do que jogos de futebol.

No Brasil, são diversas as áreas que necessitam de atenção e de esforço para o desenvolvimento. O Judiciário é apenas uma dessas áreas, e já representa grande desafio. Há, por exemplo, o velho problema da demora processual, o problema da demora no desarquivamento de processos, a questão da ampliação do acesso à justiça e da qualidade da assistência jurídica gratuita. O esforço em enfrentar estes problemas deve ser contínuo.

Portanto, entendo que não há nada de mal na Copa do Mundo. Mas não se deve dar tanta atenção aos jogos da Copa a ponto de se esquecer dos desafios que precisam ser enfrentados no País.

SHARE
Previous articleBrasil fora da Copa de 2006
Next articleVenezuela fará parte do Mercosul
Gustavo D'Andrea é advogado especializado em Direito Digital, mestre em Ciências (Psicologia) pela FFCLRP-USP e doutor em Ciências (Enfermagem Psiquiátrica) pela EERP-USP. Mantém o blog Forense Contemporâneo desde 2005 e criou a Forensepédia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here