The Zest Book (vol. 1): um livro criado por todos nós

0
💡

É exagero. The Zest Book não é um livro criado por todos nós, mas algo do tipo. Já ouvi falar de pessoas que deixam livros supostamente esquecidos em lugares públicos. Sempre quis fazer isso, mas tive outra ideia: deixar um caderno (supostamente) esquecido num lugar público. Quais serão os desdobramentos disso?

Bem, tudo está me parecendo bem mágico. A vontade de fazer isso já tinha algum tempo, pensando em livro. Eu vinha adiando a questão até que a substituição de livro por caderno caiu como um raio. Comprei um Moleskine de capa lilás, o que acredito vá contribuir para dar um toque especial. Escrevi algumas coisas na capa e coloquei breves instruções do lado de dentro, em inglês e em

português. O caderno foi deixado em algum lugar de Coimbra, Portugal.

Não penso em regras para este caderno/livro. Apenas sugeri que quem achasse fizesse um desenho ou escrevesse alguma coisa, e “perdesse” a brochura novamente. Pode ser que surjam colagens, borrões, desenhos pornográficos? Não sei. É engraçado, tudo pode acontecer, inclusive o caderno ser jogado no lixo. O caderno tem o meu e-mail, pois eu gostaria muito que o livro, uma vez completo, retornasse. Quem sabe?

A conexão: escolhi o Flickr para nos conectarmos a essa experiência. No livro tem a sugestão de que as pessoas tirem fotos de suas artes e publiquem no Flickr, com a tag: thezestbook (https://www.flickr.com/photos/tags/thezestbook).

Nota: às vezes quero escrever sobre coisas, sobre pessoas e não exatamente sobre direito. Mas, ao mesmo tempo, quero fazê-lo neste blog. Então, apesar do título (e do subtítulo), acho que vou gostar de falar de outras coisas aqui. Vamos experimentando.